Pular para o conteúdo principal

CONTATO

Entre em contato conosco. Saiba mais sobre nossos canais de comunicação. Escrevemos crônicas para seu jornal.

Escreva para gente na nossa página no facebook. É muito simples, basta entrar em Facebook.com/cronicasdacity.

Nosso e-mail é topogigoechaguinha@hotmail.com .

Para sempre ter acesso ás nossas crônicas deixe seu e-mail no feed.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Puxa, prende e solta

É meus amigos, os velhinhos do Supremos estão ficando doidos. Tão tudo ficando doido. Daqui uns dias vamos viver o mundo pos-realista de Kafka em "O processo", um poder Judiciário que manda em todos os aspectos da vida da população e ninguém é capaz de opinar sobre o que eles falam. 
 É verdade que os demais poderes da república estão em decadência, estão corrompidos e etc e tal. Mas pegue o seu feed de notícias, abra seu Twitter, quatro de seis notícias veem com o nome de algum ministro. Alexandre de Moraes nega liminar para soltar Lula. Barroso autoriza seguir investigações sobre Temer.

 Nos casos citados no parágrafo acima  ainda vai, é prerrogativa da Corte deferir e indeferir questões relativas ao direito. Vá lá, mas vamos ver. Foi votado e aprovado pelo Congresso Nacional, que tem como papel Legislar (esse sim!) um projeto de lei que pedia o voto impresso correlato a eleição eletrônica. O papelzinho, viria impresso o voto e o eleitor deveria inseri-lo em uma outra u…

A Coxinha Estragada

Acordei tarde hoje e desobedecendo meu costume não fiz almoço, então fui á lanchonete da quadra comer um salgado. Não que eu seja do tipo que se satisfaz fácil (as "primas" da zona que o digam), mas ordinariamente não como muito no almoço, prefiro comer mais na janta, assim posso dormir de "bucho cheio" como diria seu "Maneu".

 Quando cheguei havia apenas uma coxinha na estufa, e estava exuberantemente convidativa, talvez pela minha fome, ou por ser a última, o aspecto geral me agradou. Também me agradou a moça que estava atendendo, bastante simpática, bonita a bicha ó, dessas de tirar o fôlego. Aparentemente estava em treinamento, porque tinha uma senhora de mal-humor e um cigarro, inapropriadamente perto da comida, na boca, que lhe dizia tudo o que ela tinha que fazer.

 Peguei a coxinha, paguei e fui andando e comendo, pouco depois da segunda mordida, quando chegamos na parte do recheio, para minha decepção o frango estava azedo e quase vomito ali mesmo.…